Thursday, June 18, 2015

O QUE SIGNIFICA SER CRISTÃO - VIII

Razões humanas não são suficientes para mover o coração de Deus. Preste bem atenção para isto: não serão as tuas razões humanas que vão determinar se o teu choro merece ou não um consolo divino, pois por trás dessas razões podem estar escondidos sentimentos que ofendem o Espírito Santo, tais como: rebeldia, vingança, justiça própria, etc. Deus tem o conhecimento de tudo, Ele sabe como avaliar aquilo que sentimos e separar daquilo que estamos mostrando. É possivel que no passado tenhas cometido um erro, esse erro te trouxe como sequela uma enfermidade, e tu passaste essa enfermidade para os teus filhos, hoje estás buscando com lágrimas uma cura, mas essa cura ainda não veio e talvez não venha, pois ainda não te arrependeste sinceramente do teu erro no passado. Tens acusado o teu companheiro ou a tua companheira, tens buscado razões humanas para te justificares, mas a verdade é que ainda não manifestastes um arrependimento sincero pelos teus erros do passado. Tu choras quando enfraqueces por causa da doença, tens medo de morrer porque não tens certeza da tua salvação, já chegaste mesmo à beira do desespero, porém a solução para o teu problema está dentro de ti mesmo, chama-se ARREPENDIMENTO. Provérbios 28.13 diz: “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia”. Isaías 58.6-8 nos dá o roteiro completo para uma cura verdadeira, do espírito, da alma e do corpo: “Porventura não é este o jejum que escolhi? Que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo? E que deixes livres os quebrantados, e despedaces todo o jugo? … Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará ...” A Bíblia diz que Judas arrependeu-se de ter traído Jesus, mas logo em seguida enforcou-se (Mt 27.4,5). Não foi portanto um arrependimento que produzisse mudança, que trouxesse salvação, mas sim um pesar, puramente humano, simples-mente remorso, que o levou ao suicídio e à condenação eterna. Também lemos na palavra de Deus sobre Esaú, que embora com lágrimas (choro) buscasse, não achou lugar para o seu arrependimento (Hb 12.15-17). Esaú é um típico exemplo do ser humano sanguíneo e passional. Não tem auto-controle, não vive o amor. Está apenas acostumado a viver suas próprias paixões e interesses. É a felicidade conquistada a qualquer preço, como ensinam muitos psicólogos, que o ser humano tem que buscar a felicidade, mesmo que isso torne outros infelizes. Isso não constitui bem-aventurança, mas anátema, para quem pratica. Caim certamente chorou de raiva e frustração, por ter o seu sacrifício rejeitado por Deus. O próprio Deus o procurou para incentivá-lo a buscar o arrependimento, para um comportamento humilde, pelo qual venceria o pecado, que já estava à sua porta, mas ele rejeitou o conselho de Deus e matou seu irmão (Gn 4.3-8). O arrependimento, a tristeza, a humilhação humana pura e simples nada produzem além de morte espiritual e um afastamento cada vez maior de Deus. É como o bêbado contumaz que a cada manhã, após um dia de bebedeira, chora arrependido para sua esposa e filhos, prometendo nunca mais embriagar-se, mas na noite seguinte fica mais bêbado ainda. O choro que alcança o consolo de Deus assemelha-se aquele relatado por Ezequiel em Ez 9:4,6. Aqui o profeta vê quando Deus manda seus anjos marcarem com um sinal as testas daqueles que suspiravam, gemiam (literalmente:choravam), por causa das abominações que se cometiam dentro do SANTUÁRIO DO SENHOR. Há muita abominação sendo cometida hoje dentro do Corpo de Cristo. Enquanto alguns toleram isso e de certa forma compactuam com as idolatrias, mentiras, falsas doutrinas, outras há que para além de as praticarem, ainda pensam que estão certos e de que o seu comportamento agrada a Deus. Mas por outro lado, há aqueles que, por amarem ao Senhor e a Sua Igreja, choram ao ver essas e outras abominações sendo praticadas dentro do Corpo de Cristo. Estes em breve serão consolados, pois verão com os seus próprios olhos a Igreja gloriosa que será arrebatada aos céus, sendo eles parte dela. Mesmo numa Jerusalém conturbada, confusa, na qual os próprios sacerdotes adoravam ídolos e profanavam o santuário, havia aqueles que gemiam e choravam diante de Deus por causa disso. Estes tiveram suas lágrimas compensadas, aqueles foram julgados e condenados por sua atitude. No ESTILO DE VIDA DE JESUS, não há lugar para hipocrisia, idolatria, mentira, falsidade etc. Ele próprio mandará os seus anjos fazer a colheita, todo o trigo vai para o celeiro, mas o joio será queimado (Mt 13.30). Sabes o que isso significa? Ele conhece os verdadeiros cristãos e sabe distingui-los dos falsos. Ele sabe quem está chorando legitimamente e já tem o consolo preparado. É preciso cuidado para, de repente, não nos vermos do outro lado, ou seja, do lado esquerdo, do lado daqueles que são mandados para a condenação eterna (Mt 25.31-34,41).

No comments: