Wednesday, June 17, 2015

O QUE SIGNIFICA SER CRISTÃO - VII

“Bem aventurados os que choram, porque eles serão consolados”. (Mt 5.4) Davi, no Sl 30:5 - escreve: “... o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”. A que tipo de choro o Senhor Jesus estava se referindo ao pronunciar esta parte do sermão? Muitos choram pelas mais diferentes razões: raiva, mágoa, amargura, ressentimento, ódio, inveja, ciúme, decepção amorosa, frustração etc. Mas será que é por esse tipo de choro que seremos confortados e consolados espiritualmente, a ponto de isso constituir-se em fator de felicidade perene? Acredito firmemente que não. Embora uma pessoa possa viver situações humanas justas, envolvendo cada um daqueles sentimentos e nas quais Deus na sua infinita misericórdia poderá intervir, isso no entanto não significa que seja sobre isso que o Senhor Jesus estivesse falando. No capítulo 10 de Daniel vemos que após 21 dias de humilhação, Deus mandou um anjo consolá-lo, porque ele tinha se humilhado e chorado e jejuado para conhecer a vontade de Deus. O choro que agrada a Deus vem de um coração humilhado e convertido ao Senhor. É comum vermos, após a disputa de um título, o perdedor chorar, às vezes uma equipe toda chora, junto com eles um país inteiro chora, mas não é esse o tipo de choro que o Senhor vê como digno de consolo. Por mais que haja um sentimento na aparência e no julgar humano, verdadeiro, nem sempre é o choro no qual Deus vê a necessidade de consolo divino. Em 2Cr 7.14, vemos: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. Era como se o Senhor estivesse dizendo: quando o vosso choro for autêntico, e acompanhado de arrependi-mento pelos vossos pecados, aí eu vos ouvirei e virei em vosso socorro. O homem pode enganar muita gente ao mesmo tempo, mas não pode enganar-se a si mesmo e muito menos ao criador dos céus e da terra. Tem gente que está orando e chorando e jejuando por propósitos que não agradam a Deus. Nunca serão ouvidos, e essas orações, choros, jejuns etc, soam como abominação perante o trono de Deus e do Cordeiro (Is 58.2-6). Cuidado, portanto, com aquilo que nos está movendo para comparecermos perante o Senhor com o nosso choro, pois pode vir a ser motivo de consolo, bem-aventurança, felicidade, ou então maldição, se o motivo não for correto. O apóstolo Paulo, em 2Co 7.9-11, trata desse assunto falando sobre dois tipos de arrependimentos e tristeza, o arrependimento segundo Deus, que traz salvação e o arrependimento segundo o mundo, que produz apenas morte.

No comments: