Tuesday, June 16, 2015

O QUE SIGNIFICA SER CRISTÃO - VI

“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”.(Mt 5:3) É muito importante observarmos que nesta bem-aventurança, Jesus usa a expressão “humildes de espírito”, para caracterizar bem o tipo de humildade que agrada a Deus e cuja prática se constitui, portanto, um fator de felicidade para quem a exercita. A Bíblia nos ensina com muita clareza que Deus conhece qual é a intenção do coração do homem, ele não se deixa enganar pelas aparências (1Sm 16:6).Se dependesse do olhar, da aparência e da escolha natural de Samuel, ele teria ungido Eliabe rei de israel e isso teria sido um desastre, e todo o projeto de Deus para a redenção da humanidade estaria comprometido. Existem pessoas que aparentam muita piedade, muita humildade, mas isso é apenas uma capa que encobre um coração cheio de orgulho, vaidades, perversões etc. É importante não confundirmos humildade com subserviência. Jesus foi humilde, mas nunca deixou de exercer a autoridade que Deus lhe concedera. A humildade de espírito agrada a Deus. Humildade aparente, Deus chama de hipocrisia, por isso ao pregar contra o sistema existente em Israel Jesus dizia: Ai de vós escribas e fariseus hipócritas... (Mt 23.23-29). INFELIZMENTE A IGRE ESTÁ CHEIA DE GENTE HIPÓCRITA, falsos cristãos, os quais movidos apenas por interesses pessoais aparentam humildade mas tudo o que querem é ganhar projeção, criticar liderenças e arrancar alguma coisa dos membros das igrejas. Outro fator importante neste assunto é não confundirmos também a humildade no sentido material, financeiro ou social, com o ensino de Jesus, pois uma coisa nada tem a ver com a outra. É muito comum nós ouvirmos nas igrejas alguém referir-se a uma pessoa de poucos recursos financeiros da seguinte maneira: Vejam só aquela irmã, tão humilde, coitadinha... isso referindo-se à condição social ou financeira da pessoa. Muitas vezes pessoas economica-mente fragilizadas são extremamente orgulhosas, e algumas há que usam isso como um escudo para aparentar santidade. Esse é um conceito errado, é interpretar erradamente o ensinamento do Senhor Jesus, que referiu-se à “humildade no espírito”, e não no sentido material. Acreditar que aqui Jesus referia-se aos pobres no sentido material, seria o mesmo que aceitar a teoria de que Deus faz acepção de pessoas e automaticamente os ricos, ou as pessoas que têm posses, estariam alijadas do plano divino da salvação. Crer nisso é o mesmo que crer num Deus interessado apenas nos pobres, o que não é verdade. Com isso eu não quero dizer que pessoas pobres, no sentido material, não sejam humildes espiritualmente. O que vemos nas igrejas é um maior contingente de pessoas economicamente desfavorecidas, ou pelo menos que não são ricas materialmente. A maioria dos ricos nada quer com as coisas de Deus, mas há pobres que são orgulhosos e ricos que sabem ser humildes. A humildade, segundo Deus, leva o homem a reconhecer o senhorio de Cristo e consequentemente o conduz ao caminho da salvação, ao - REINO DOS CÉUS - não a um reino humano e material qualquer, pois o padrão bíblico de felicidade é diferente do padrão mundano. Aqui Jesus se referia a um reino espiritual, vindouro e eterno, no qual aquela bem-aventurança seria completa. A experiência diária e constante com Deus leva o homem a desenvolver essa humildade que se revela por meio de mansidão. Veja o exemplo de Moisés, apesar de todos os milagres que experimentara em sua vida, sua criação como egípcio desenvolvera nele um senso de justiça própria que o levava a agir apenas com o senso natural, daí ter ele num momento de conflito, tirado a vida de um homem. Quarenta anos depois de uma experiência diária e constante com Deus ele mudara completamente, ao ponto de a Bíblia afirmar que ele era o homem mais manso na face da terra. Como pode ser isso possível? A verdade é que o temperamento humano vai sendo mudado e moldado diariamente, a medida em que o homem avança no conhecimento de Deus. Isso é parte do processo chamado transformação. Por outro lado, a arrogância faz o efeito inverso, afasta o homem de Deus. Todos os homens de Deus que a Bíblia menciona tiveram essa característica em sua vida, eles foram humildes, não exercitaram somente a fé, mas principalmente a humildade. Por outro lado, os arrogantes, soberbos, presunçosos e orgulhosos, via de regra terminaram muito mal sua vida, pois segundo a Bíblia: “A soberba precede a ruina, e a altivez do espírito precede a queda” (Pv 16.18).

No comments: